Pesquisa

"A pesquisa significa a busca de um novo cogito instaurador; só na solidão artesanal que ela propicia isso é possível. Solidão da conversão. Quem recebe uma verdade precisa ficar só com ela e revesti-la de seu próprio ser: ao voltar para a comunicação com o nosso parceiro, ela vem embebida do que elaborou nossa intimidade solitária. E por isso, a verdade, que se enriquece pela contribuição de todos, tem de alimentar-se na solidão de cada um." (DTM, A universidade e sua utopia, p.229)

  

"A pesquisa poderia obedecer a três postulados básicos: 1) desenvolver-se em função da política educacional e do progresso das ciências aplicadas à educação no País; 2) compreender, além da pesquisa empírico-teórica, a obra de pensamento, caracterizada pela reflexão filosófica em busca das raízes de inteligibilidade da educação, de suas categorias e de seu processo, bem como pelo esforço de síntese; 3) ser analítica mas também prospectiva, preocupando-se não apenas com a explicação das estruturas e sistemas em funcionamento, mas também, e sobretudo, com a indicação de outros modos de funcionamento requeridos pelo desenvolvimento brasileiro." (DTM, Indicações para uma política da pesquisa da educação no Brasil, p. 483)